Como é viver em um casamento descomplicado

Como é viver em um casamento descomplicado

Texto de minha autoria originalmente postado na Gazeta Míope (08/03/17) na coluna de Comportamento.

 

Não é de hoje que observo que tenho um relacionamento um bocado diferente dos de outros casais. Para quem não sabe, sou casada com o Marcos Marciano que também escreve aqui para a Gazeta. É claro que nós já nos desentendemos e brigamos muito no passado, mas usamos o tempo e as experiências que ele nos trouxe para aprender a conviver melhor, respeitando a liberdade, as capacidades, as vontades e os limites do outro. Resolvi compartilhar com vocês algumas observações que eu, às vezes o Marcos, fazemos sobre viver em casal.

A primeira coisa: você não é obrigado!

Às vezes Sempre escuto relatos de como é a vida de outros casais

Read More

Transformação social pode começar pelos brinquedos

Transformação social pode começar pelos brinquedos

Quando vi essa diferenciação no Kinder Ovo entre meninas e meninos, fiquei chocada. A sensação foi a de que eu fiz uma viagem no tempo forçada, indesejada, rumo à década de 1950. É como se eu tivesse entrado, contra minha vontade, na Retro-Machine da qual Aline Valek falou (aqui). 

Essa dicotomia entre o que é para meninas e o que é para meninos me incomoda muito. Os efeitos de uma sociedade machista fazem com que diariamente mulheres sejam estupradas e assassinadas. Nós geralmente ganhamos menos do que os homens para exercer a mesma função, ocupamos uma porcentagem bem menor de cargos de alta gerência e direção, temos jornada dupla (até tripla!), somos colocadas como seres subservientes, desvalorizadas pela nossa capacidade de pensar e valorizadas pelo corpo (isso se o corpo atinge o ideal de beleza). Ou melhor, temos o corpo valorizado, não a nossa pessoa. Apenas para efeito de contextualização, veja abaixo quadro da Fundação Perseu Abramo (2001) [referência completa ao final da matéria] sobre algumas formas de violência contra a mulher no Brasil (esses dados são bastante difíceis de serem coletados, já que muitas mulheres não fazem denúncias porque têm medo, moram com o agressor, não sabem o que fazer da vida, temem pelos filhos, etc.):

Read More

Cultura, diversidade e desenvolvimento humano. Qual é o nosso papel nisso tudo?

Cultura, diversidade e desenvolvimento humano. Qual é o nosso papel nisso tudo?

No texto de hoje vou falar sobre culturas, evolução delas e o desenvolvimento humano. Podemos dizer que as culturas tem por matéria-prima o comportamento humano. É o que as moldam. Por ter um motor tão fluido como o comportamento humano, a própria cultura é algo moldável, versátil, passível de evolução e até mesmo de extinção. Estudando um pouco de História percebemos como as práticas culturais foram se modificando e como apareciam zeitgeists (“espíritos das épocas”) que propunham e exigiam essas mudanças. Alguns exemplos são a Revolução Industrial, a Revolução Francesa e a Primavera dos Povos. No Brasil, temos a Inconfidência Mineira, a Abolição da Escravatura e a Proclamação da República, entre outros.

Read More